quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

PORQUE QUE É QUE NÃO CONSIGO MELHORAR NAS COISAS QUE SÃO MAIS IMPORTANTES PARA MIM???


Já alguma vez se perguntaram: "Eu gosto tanto disto e quero tanto ser melhor, mas simplesmente não consigo! Porquê?". 
Porque que é que não conseguimos melhorar nas coisas que são mais importantes para nós - foi o tema de uma ted talk que vi recentemente e que soube imediatamente que tinha de falar à cerca disto.


Se olharem para a vossa vida tenho a certeza que encontram algo que é importante para vocês mas que, por alguma razão, não conseguem melhorar. Seja ser um melhor amigo, um melhor companheiro, tirar melhores notas, envolverem-se em mais atividades, socializar, fazer exercício, comunicar as vossas ideias, ect.

No meu caso são os treinos de voleibol: parece que quanto mais me esforço pior fico e, treino após treino, não consigo ver melhorias nenhumas. Isto é muito frustrante e acaba por nos tirar a motivação pouco a pouco.


Mas porque que é que isto acontece? Segundo o Eduardo Briceño nós estamos sempre em duas zonas: na zona de aprendizagem e na zona de performance. E o nosso grande problema é que passamos demasiado tempo na zona da performance, em vez da zona da aprendizagem.

Por exemplo, no caso de um advogado a zona de perfomance dele seria o tribunal, enquanto defendia o seu cliente. No entanto, ele deve passar a maior parte do seu tempo na zona da aprendizagem a tentar melhorar as suas técnicas de persuasão, de discursos, posturas, ect.


O que estou a tentar dizer é: para tentarmos melhorar nas tarefas que simplesmente não conseguimos mas que são importantes para nós devemos dar um passo atrás e analisar: quais são os passos que preciso de dar para atingir o meu objetivo? O que posso fazer para melhorar as minhas qualidades? 
E a partir dai vamos construindo uma base para irmos melhorando progressivamente.

Depois, vamos para a zona de performance e damos o nosso melhor. Quando saímos, voltamos para a zona de aprendizagem e refletimos sobre aquilo que ainda podemos melhorar. E o ciclo continua, sendo que a parte mais importante é focar a maior parte da nossa atenção na zona da aprendizagem!!


Este pensamento deixou me bastante feliz e com esperança de novo: quando parece que os dados estão viciados há sempre uma maneira de lhes dar a volta, só exije um bocadinho mais de esforço da nossa parte ;) 


Deixo aqui a Ted Talk que inspirou este post caso queriam mais alguns detalhes em relação ao tema:
Qual é a coisa que vocês mais querem melhorar mas que estão com dificuldades?
© Uma colher de arroz
Maira Gall