quinta-feira, 12 de julho de 2018

SOU AMBIVERTIDA, E NÃO, NÃO É UM INSULTO


Desde que me lembro que via fotos no twitter e no tumblr com duas realidades: ou eras extrovertido ou eras introvertido. Ou adoravas estar rodeado de pessoas e ter uma vida social, comunicar com o mundo exterior a toda a hora e fazeres-te notar ou preferias estar sozinho, entreteres te com os teus hobbies e evitar a socialização desnecessária.
Eu nunca ficava satisfeita: não sou a pessoa mais extrovertida do mundo mas também preciso da minha dose de socialização e de carinho humano.

Por acaso, muitos anos depois de sofrer desta angústia de não saber "onde me encaixava", tropecei, meio que por acidente, num vídeo do youtube que me veio responder a estas questões existenciais.
Aparecia agora um novo tipo de personalidade: os ambivertidos. São pessoas que retiram energia quando estão rodeadas de outras mas que também precisam de tempo sozinhas para recarregar as baterias.


Mas então, como é que isto funciona?
Quando interagimos com pessoas o nosso cérebro liberta dopamina, a hormona responsável pelo bem estar. Os introvertidos já possuem esta substância em niveis satisfatórios por isso o excesso de interação faz com que se sintam assoberdados. Já os extrovertidos possuem niveis baixos desta hormona e como tal, procuram mais contacto humano.
Os ambivertidos, no entanto, possuem niveis de dopamina que são variáveis o que faz com que em determinados momentos procurem interação social e noutros prefiram manter-se mais reservados. São um meio termo entre os dois extremos das personalidades.


E como é que eu sei que sou ambivertido?
Se te conseguires identidicar com a maioria destas situações, o mais provável é que, tal como eu, caias na """categoria""" dos ambivertidos

-Gostas de multidões e de festas mas não de ser o centro das atenções
- Não és o maior fã de conversa de circunstância (apesares de toleares) e preferes conversas com conteúdo
- Consegues ajustar os teus niveis de energia ao ambiente em que estás inserido
- Consegues ter um bom equilibrio entre falar e ouvir
- Trabalhas bem em grupo ou sozinho, dependendo do teu mood
- Passar muitooooo tempo com outras pessoas começa a ser exaustivo
- Afirmares-te em algumas situações é dificil
- Quando passas demasiado tempo sozinho começas a ficar incomodado e a pensar em maneiras de ser mais produtivo
- Tens o hábito de equilibrar a situação: se estás com uma pessoa mais agitada, tendes a ser mais calmo e vice versa (isto descreve tantooo a minha personalidade que nem sei)
- Algumas vezes só observas o que está a acontecer ao teu redor e outras vezes estás completamente envolvido na cena
- As pessoas já te chamaram tanto de introvertido como de extrovertido, o qu ete deixa ainda mais confuso


Depois disto, a que conclusão chegaram? Identificam-se mais com a personalidade extrovertida, introvertida ou ambivertida? 
Confesso que fiquei mesmo feliz quando descobri esta nova "categoria" porque me fez refletir sobre imensas coisas que eu faço insconcientemente e por algum sentido nelas.



Disclaimer: a intenção destas "tipologias" não e de todo rotular e limitar as pessoas, mas sim funcionar como uma ferramenta de autoconhecimento, para nos compreendermos a nós próprios um pouco melhor e levar-nos a analisar aspetos que, de outra maneira, talvez nem nos lembrássemos deles.


© Uma colher de arroz
Maira Gall