segunda-feira, 20 de agosto de 2018

"NÃO ESTOU A TER UM VERÃO MORANGOS COM AÇÚCAR" | O PROBLEMA DO INSTAGRAM



Cenário: estão em casa, sentados no sofá a dar scroll no instagram pela 5ª vez naquele dia. Fotos de amigos vossos a sair à noite, stories de pessoal da faculdade em festivais de verão, boomrangs de pessoas que vocês nem sequer conhecem a passearem, irem de férias, conhecerem sitios novos, partir em aventuras para o desconhecido. "Wow, eles devem estar a ter um verão incrivel", pensam vocês. E depois, logo a seguir, outro pensamento assombra a vossa mente: "E eu? O que é que estou a fazer com o meu verão? Devia aproveitá-lo melhor, sinto que não fiz nada daquilo que queria ter feito". A seguir começam a sentir pena de vocês próprios; pena e raiva por estarem sentadas num sofá e não a fazer instastories em Vila Moura. 

A verdade é que isto também me acontece a mim. O verão tem aquela pressão, da qual ninguém realmente fala mas que está sempre presente. Aquela pressão de estarmos a aprovitar ao máximo, a fazer coisas novas, a descansar em sítios "instagram worthy", a sair com amigos e ter "summer nights". Sempre senti esta pressão, mesmo quando era mais nova, mas agora sempre que abro o Instagram é como se levasse uma estalada virtual como um reminder que o meu verão não está a ser assim tão "Morangos com Açúcar".
Há pessoas que têm efetivamente um verão muito preenchido e andam sempre de um lado para o outro, a colocar stories com as suas mil e uma localizações. Também há pessoas que não fazem assim tanta coisa interessante durante estes meses mas fazem parecer, através de filtros e descrições bonitinhas que estão a ter "the time of their lifes". And that's ok. O que não podemos é deixar que isso nos afete tanto. Tudo o que vemos é um clique daquele momento ou uns 40 segundos de video. Sure, pode parecer que estão a divertir-se imenso mas também pode apenas PARECER que se estão a divertir imenso, nunca vamos saber.

Posso dizer que este verão tive sem dúvida, um verão à Morangos com Açucar. Fiz imensa coisa que me deixou com a certeza que estava a aproveitar bem os meus meses de descanso. Mas chegamos as meados de Agosto e tive de abrandar e passar mais tempo em casa. Bastou isso para voltar a questionar: "devia estar a sair mais, x e y estão a fazer isto e isto". Rídiculo. O instagram é muito bonito mas quando lhe damos o poder de nos fazer sentir inveja alheia está na altura de dar um passo atrás. A verdade é que se calhar vocês nem queriam estar naquela discoteca que viram nas stories da vossa antiga colega de primária mas o facto de não terem feito nada na noite anterior, nem em nenhuma mas outras daquela semana, roi-vos por dentro.

Se pensarmos bem no assunto, isto não faz lá muito sentido e vocês sabem-no. No entanto, não conseguem evitar este sentimento. O meu conselho? Deixem esta aplicação de lado, pelo menos durante a maior parte do dia. Trust me, vão se sentir mais felizes e muito menos frustrados!
Alguém se consegue relacionar com este "sentimento"? Nunca falei pessoalmente com ninguém acerca deste assunto por isso não tenho bem a noção se é uma coisa só minha ou se acontece com muita gente.









Follow me on Facebook and Instagram

4 comentários:

© Uma colher de arroz
Maira Gall