sexta-feira, 16 de setembro de 2016

OFICIALMENTE CALOIRA | ENGENHARIA E GESTÃO INDUSTRIAL

 Quando as colocações saíram estava num torneio de volley. Só ouvi "já saíram!!" e toda a gente correu para os telemóveis para ver o e-mail que nunca mais decidia chegar. 
Mesmo sabendo que tinha 99,9% de hipóteses de entrar, ainda sentia um friozinho na barriga que só acalmou quando vi "colocada: Engenharia e Gestão Industrial". Devia ter ficado super feliz porque entrei no curso que queria na cidade que queria mas enfim, há sempre outros fatores em jogo que não nos deixam aproveitar o momento a 100%. Por outro lado fiquei radiante porque a maioria dos meus amigos entrou na primeira opção e estava toda a gente bastante satisfeita.
Depois de passar o período de negação decidi que estava na altura de aceitar que esta nova etapa tinha começado e que o melhor era aproveitá-la ao máximo.

Segunda feira bem cedo fui para o Porto para me matricular e com uma mente aberta: estava curiosa com o que iria encontrar e decidida que ia estar relaxada e positiva. Mal entrei na FEUP fui logo recebida por alunos trajados que me acompanharam até à sala das matrículas. Como a partir dali tinha de ir sozinha, despedi-me da minha mãe e da minha prima que me estavam a acompanhar e segui caminho.
O processo em si, embora demorado, não foi nada complicado. Preencher formulários, responder a umas perguntas, tirar fotos, fotocópias....Quando estava a sair das matrículas (finalmente, pensei eu) fui de novo abordada: "Queres vir experimentar a praxe?". Não estava à espera de ser praxada logo naquele dia mas sem pensar duas vezes com medo de me arrepender disse logo que sim. Não foi muito diferente do que imaginava mas confesso que no inicio andava super perdida e sem saber para onde me virar. Foi muito pouco tempo para poder dar a minha opinião, por isso vou mesmo ter de voltar e experimentar de novo.
Cheguei à nova casa estranhamente feliz. A depressão dos dias anteriores tinha ficado mais leve. Afinal, até pode ser que seja giro, pensei eu. A cidade ainda me parece muito grande, a faculdade demasiado assustadora e a distância de casa avassaladora mas, pelo menos, estava mais animada.
Ainda nesse dia consegui encontrar uma colega de quarto (yey). Como vivo num T2 tínhamos a sala livre e para rentabilizar o espaço decidimos arrendá-la. Encontramos uma menina super simpática e "fechamos logo negócio". Acho que temos tudo para nos darmos às mil maravilhas.
Dei uma limpeza à casa, acabei de decorar o quarto (podem ver o resultado final aqui) e depois fomos jantar ao "Santa Francesinha" para celebrar.

Há por ai alguns calorinhos? Se sim, como está a ser a vossa experiência? E quem já passou por isso, o que é que acharam?
© Uma colher de arroz
Maira Gall