domingo, 23 de novembro de 2014

Hunger Games parte I - e já estou a morrer

Fui ver os Hunger Games parte I hoje ao cinema. O filme que ando a falar a meses, o filme do qual toda a gente da minha turma estava entusiasmada e a primeira parte da final de uma das melhores triologias por mim presenciadas.
Bilhetes-pipocas-sala de cinema-meia hora para encontar os lugares-mais meia hora de publicidade-cumprimentar uns amigos que surprendemente apareceram-e começa o filme.
Gostei muito, acho que esteve à altura das minhas expetativas mas claro que ficou muita coisa por resolver, por isso espero ansiosamente pelo próximo e infelizmente ultimo. 
O que mais gosto nesta triologia é a sua mensagem: apesar de não ser baseado na "nossa realidade" os problemas de Panem não estão assim tão distantes dos nossos. A história fala de uma sociedade oprimida onde existe uma descrepancia incrível entre ricos e pobres . Fala de uma revolta feita por uma RAPARIGA (o que é quite rare porque nestes casos são sempre os homens os heróis) e da maneira como o povo se une  e começa a penetrar no sistema do capitólio. Fala da fome, da morte e do sofrimento dos que lutam pelo que está certo e pelos que não têm oportunidades. Se pensarmos assim, e se tiramos a fantasia e o drama romântico do filme, ele descreve basicamente a nossa situcao como espécie humana. 
Gostei, gostei, gostei! E quero que a parte II saia já amanhã!! 
Só para não dizerem que não vos conto nada, posso desde já dizer-vos que neste filme o Peeta não tem um papel tão ativo como nos restantes e desta vez, dão mais protagonismo ao Gale, mas no fim do filme o vencedor dos jogos da Fome vai-vos surpreender...


© Uma colher de arroz
Maira Gall